“CONTEMPORÂNEA” e “AS MÚSICAS…”

Dar entrevistas é sempre uma oportunidade valiosa de aprendizado e desenvoltura. Momento que muitas vezes nos solicita foco e discernimento contínuos numa experiência interativa com o entrevistador. Especialmente quando o perfil do programa disponibiliza tempo e espaço e se pode contar com a sensibilidade e senso aguçado daquele que nos entrevista, estando este atento em esmiuçar detalhes da jornada da gente que por vezes, passam totalmente batidos!

Ano passado e recentemente tive a oportunidade de participar de dois programas com estas características: o “As músicas que fizeram sua cabeça” produzido pela jornalista Jaqueline Chala e apresentado pela Ivete Brandalise; e o “Contemporânea“, produzido e apresentado pela radialista Marta Schmitt, ambos na rádio FM Cultura 107.7, de Porto Alegre (RS).

Sobre o “Contemporânea“, é um programa super bacana com duração de 60 minutos e que te permite um apanhado de tua produção autoral tomando por base tua trajetória artística, criações, parcerias, premiações e projetos futuros. Conduzindo de forma tranquila e te deixando super à vontade, Marta habilmente vai pinçando elementos, ocorrências, traços e acontecimentos de tua vida musical não perdendo jamais o foco no conjunto da obra do entrevistado. A experiência resulta super gratificante!

Clica aqui e acessa a entrevista feita comigo em 21/01/2017 >

Já o “As músicas que fizeram sua cabeça” é praticamente um programa de memórias afetivas que se constituíram a partir de obras musicais de outros autores, todas marcantes na tua vida emocional e profissional. Seguindo um viés que aos poucos vai tangenciando tuas referências e marcos sonoros, a experiente entrevistadora, atriz e terapeuta Ivete Brandalise, aos poucos também vai descortinando, escavando e esmiuçando detalhes esparsos de tua formação musical numa espécie de “arqueologia sonora”. Com duração de 90 minutos, possivelmente este programa não volte a fazer parte da grade de programação da emissora, o que é realmente uma pena.

Aqui o link do programa, entrevista feita comigo em 09/07/2016

O nível de abordagem jornalística destes 02 programas é de significativa contribuição à cadeia produtiva autoral independente, pois além de contemplar toda uma diversidade sonora, também possibilita o trânsito e veiculação de trabalhos musicais singulares e concomitantes, daí sua inegável relevância!

Acompanhe as novidades, cadastre-se. É fácil, simples e rápido, basta clicar aqui!
Obrigado!!