O PEQUENO JEDI

Nesta foto, conto com apenas 2 anos e 6 meses de idade.
Estou feliz, muito feliz como vocês podem ver!

Adorava me vestir com este capacete, escudo e espada!
O brinquedo não era meu, e sim de um primo que recém o ganhara de presente!
Era os dodói dele, mas naquela manhã ele resolveu me emprestar para eu parar de chorar…
Na época, era a vestimenta de guerreiro romano.
Hoje seria a de um cavaleiro Jedi.
Os tempos mudam, as fantasias se mantém, troca apenas o figurino.
Mas a infância também tem surpresas…
Seis meses antes desta foto, sofri uma queimadura de terceiro grau que me deixou cicatrizes profundas na pele e que carrego até hoje, especialmente no braço e peito esquerdo.
Imagina aí…você já tocou na pele de uma criança de 02 anos? É uma seda viva…
Era inverno. Eu brincava próximo ao fogão a lenha. Ninguém viu!
Sabe aquele ditado: “criança é que nem leite no fogo, tu descuida por um segundo, ferve e despeja!”?
E eu estava brincando e fervendo!
Era arteiro, vivaz, como toda criança normal.
Sem ninguém ver e com uma pequena varinha enganchei uma panela enorme que tinia no fogão a lenha.
A água entornou sobre mim, a pele colou na roupa de lã, um sofrimento tremendo à minha mãe que me socorreu na hora, fui hospitalizado…e enfim, muitas cicatrizes.
Nos primeiros meses – período desta foto -, provavelmente por efeito deste acidente, me tornei uma criança sensível, muito sensível e por vezes, assustada.
Cada um supera e elabora sua sensibilidade a seu modo!
Meu canal de fruição foi e se tornou a Música, a Arte, o mundo sensível!🎶
O tempo passou, as cicatrizes ficaram, faz parte…
E nesta foto, que é o que realmente importa nesta doce lembrança, eu estou feliz, muito feliz, e sou herói e meu cavalo só falava inglês!
Feliz Dia da Criança, crianças!